4642 PRUMO - Relações com Investidores
4T12
Diminuir Fonte Aumentar Fonte VoltarVoltar ImprimirImprimir EmailEmail PDF DownloadDownload Compartilhe
LLX – Relatório de Resultados de 2012

Mensagem da Administração


O ano de 2012 foi de grandes conquistas quanto à execução da construção do Superporto do Açu. O empreendimento deixou de ser um projeto e tornou-se realidade. No TX2, as obras de dragagem do canal, do quebra-mar e da linha de transmissão evoluíram significativamente durante o ano, criando condições para a instalação dos nossos clientes e continuando a atrair empresas a montarem suas unidades industriais no Superporto do Açu. No TX1, a conclusão da construção do terminal de minério de ferro e a instalação dos equipamentos de recebimento e transporte deste produto, permitiu à LLX Minas-Rio avançar rumo ao objetivo de iniciar sua operação em 2014. Outra importante conquista foi a LLX Açu ter assegurado financiamento suficiente para a conclusão dos investimentos previstos para a primeira fase de construção do Superporto do Açu.

Em abril de 2012, celebramos a visita da Presidenta da República, Sra. Dilma Rousseff, que além de comemorar o inicio da produção de petróleo pela OGX, pode conhecer o Superporto do Açu e se impressionar com o conceito de porto integrado, uma verdadeira relação entre porto e indústria.

Na área financeira, a LLX também teve motivos para comemorar o ano de 2012. A emissão de R$ 750 milhões em debêntures pelo prazo de 15 anos, coordenada pela Caixa Econômica Federal, reforçou o caixa da companhia e ajudou a financiar o projeto de implantação do terminal TX2 e sua infraestrutura industrial. Em adição, o Banco Bradesco renovou por mais 18 meses o empréstimo ponte de R$ 345 milhões captados em setembro de 2010. Por fim, em dezembro de 2012 o BNDES desembolsou R$ 318 milhões referente à última parcela do empréstimo ponte no montante de R$ 518 milhões aprovado no inicio do ano. Com recursos em caixa e com a expectativa de desembolso de um empréstimo do  BNDES referentes ao projeto da LLX Minas-Rio, a LLX apresenta uma confortável situação financeira que possibilita a execução da primeira fase do seu plano de investimentos de R$ 3 bilhões.

Este ano também será lembrado pelas grandes alterações propostas pelo Governo Federal que tornaram mais flexível o arcabouço jurídico nos setores de infraestrutura, principalmente ferrovias e portos. No setor de ferrovias, o Governo Federal pretende comprar anualmente toda a capacidade nominal dos trechos que serão objeto da licitação e revender posteriormente para consumidores ou operadores de carga. No setor portuário, a Medida Provisória N. 595/2012 determinou o fim da diferenciação entre carga própria e carga de terceiros, abrindo o mercado para os terminais privados operarem também outros tipos de cargas, como os containers. A LLX se beneficiou de ambas as medidas: no setor ferroviário, o Superporto do Açu foi contemplado com duas rotas que interligarão o complexo à malha nacional, enquanto que, no setor portuário, o novo marco regulatório abriu o caminho para a atração de diferentes tipos de carga para o Superporto do Açu.

As licenças obtidas ao longo do ano de 2012 permitiram que os nossos clientes e o próprio Superporto, com seu Complexo Industrial, pudessem avançar na construção da infraestrutura necessária para sua entrada em operação. Nossos clientes NOV, Technip e Intermoor conseguiram suas licenças de instalação e já iniciaram as obras de construção de suas unidades. Também asseguramos a licença de instalação de uma linha de transmissão de 345 kV que irá conectar o Superporto ao Sistema Interligado Nacional, possibilitando disponibilidade de energia a todos os nossos clientes do Superporto do Açu.

No final do ano de 2012, a LLX assinou dois novos contratos que marcaram o inicio da ocupação do Polo Metalmecânico. Em novembro, a LLX assinou com a GE do Brasil um contrato para a instalação de unidade industrial com área total de até 322.489 m² com foco nas áreas de Petróleo & Gás e geração de energia. Em dezembro de 2012, a LLX assinou com a V & M do BRASIL S.A. um contrato para a instalação de uma base logística com área de até 150.000 m2, com o objetivo de atender às companhias de petróleo que atuam na Bacia de Campos, através da armazenagem e fornecimento Just in Time de tubos e serviços especializados.

O início do ano de 2013 apresenta grandes desafios pela mudança de fase que passaremos. A entrada na fase operacional requer planejamento para as novas demandas que surgirão. A perspectiva de entrar no mundo operacional gera um sentimento de realização muito forte em toda a equipe que trabalhou para construir a nossa historia até o momento.

Agradecemos o apoio dos nossos Acionistas e Colaboradores que sempre acreditaram que poderíamos chegar até aqui e contamos com este sentimento de orgulho de fazer parte de um time que está ajudando a revolucionar a logística brasileira através da construção do Superporto do Açu.


Meus Favoritos
Selecione 5 canais favoritos do site e tenha-os sempre na home.
    Basta clicar no ícone , na barra ao lado do título, para adicioná-la aqui.

    Para excluí-la, basta clicar no
    Fale com RI
    Fale com a PRUMO e tire suas dúvidas ou envie sugestões. Clique aqui
    Alertas RI
    Receba alertas da PRUMO e mantenha-se informado.
    Conheça mais:
    Copyright © 2010 PRUMO
    Todos os direitos reservados
    Política de Privacidade | Termos de Uso