9443 PRUMO - Relações com Investidores
1T16
Diminuir Fonte Aumentar Fonte VoltarVoltar ImprimirImprimir EmailEmail PDF DownloadDownload Compartilhe
O ano de 2016 iniciou-se ainda mais desafiador do que 2015, com a crise no setor de óleo e gás e a incerteza no cenário político e econômico nacional. Mas o início das operações dos novos terminais no Porto do Açu abre uma perspectiva diferente para os nossos clientes, assim como para toda a região Norte Fluminense.
Mensagem do Presidente 
 
 
O ano de 2016 iniciou-se ainda mais desafiador do que 2015, com a crise no setor de óleo e gás e a incerteza no cenário político e econômico nacional. Mas o início das operações dos novos terminais no Porto do Açu abre uma perspectiva diferente para os nossos clientes, assim como para toda a região Norte Fluminense.
 
A entrada em operação da base de apoio offshore da Edison Chouest, em abril deste ano, trouxe mais embarcações e movimentação para o canal do Terminal 2 (“T2”). Inicialmente operando com 2 berços para atendimento exclusivo à Petrobras, a base contará no total com 16 berços. Destes, 6 serão para atendimento exclusivo à Petrobras. Com mais de 1 km de cais e aproximadamente 600 mil m² de área, a Edison Chouest está desenvolvendo a maior base de apoio offshore do mundo para oferecer serviços à Petrobras e as outras empresas de petróleo.
 
A operação da Edison Chouest também trouxe uma grande esperança de instalação de novos clientes e fornecedores que desejam estar próximos da nova base de apoio afim de oferecer serviços e produtos para a Petrobras e outras empresas independentes da área de O&G. 
 
O terminal de transbordo de Petróleo está com toda a sua infraestrutura construída e no processo final de licenciamento/autorizações necessária para a entrada em operação. O contrato assinado com a BG Brasil (“BG”) para início em agosto deste ano deverá ser antecipado, aguardando apenas a definição da própria BG da data para a realização da 1ª operação de transbordo de óleo no Açu.
 
O terminal multicargas (“T-MULT”), após realizar os primeiros carregamentos de bauxita no final do ano passado, também aguarda as licenças e autorizações definitivas para a realização de novas operações de graneis sólidos e cargas de projeto. A entrada em operação deste terminal traz uma nova perspectiva para a retroárea do Complexo industrial do Porto do Açu. A partir deste ano, os novos clientes instalados no Complexo Industrial poderão receber e enviar mercadorias e produtos pelo T-MULT, contando com uma área alfandegada definitiva.
 
O terminal de distribuição de combustíveis marítimos em parceria com a BP, também inicia suas operações ainda neste semestre. Localizado na entrada do canal do T2, este terminal receberá o combustível BP Marine em navios e abastecerá as embarcações que estão no Porto do Açu assim como as que estiverem na região. 
 
Ao longo deste ano ainda serão investidos R$ 750 milhões em obras de expansão, sustentabilidade e engenharia de novos projetos que criarão novas oportunidades de negócio para o porto e aumentarão ainda mais a eficiência e segurança nas suas operações.
 
A entrada em operação de todos estes terminais no Porto do Açu, aliado aos investimentos socioambientais, abre a possibilidade de novos empregos para a região e demonstra a preocupação da Prumo Logística em desenvolver o Porto do Açu de uma maneira sustentável social, ambiental e economicamente para a região e nossos clientes.
 
Meus Favoritos
Selecione 5 canais favoritos do site e tenha-os sempre na home.
    Basta clicar no ícone , na barra ao lado do título, para adicioná-la aqui.

    Para excluí-la, basta clicar no
    Fale com RI
    Fale com a PRUMO e tire suas dúvidas ou envie sugestões. Clique aqui
    Alertas RI
    Receba alertas da PRUMO e mantenha-se informado.
    Conheça mais:
    Copyright © 2010 PRUMO
    Todos os direitos reservados
    Política de Privacidade | Termos de Uso